A História de Ellen G. White - Profetiza

>>>Ellen Gould Harmon White, (Gorham, 26 de Novembro de 1827 — Santa Helena, Califórnia, 16 de Julho de 1915) considerada uma profetiza pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. Filha de Robert e Eunice Harmon, fazia parte de uma família de oito filhos, tendo como irmã gêmea Elizabeth.

>>> A Sua História.

Conforme consta em fontes da Igreja Adventista do Sétimo Dia, em suas publicações oficiais, quando Ellen era ainda menina com a idade de nove anos ao se dirigir, certo dia, de casa para a escola, na companhia de outras meninas, uma menina mais velha, zangando-se por inveja de Ellen, atirou-lhe uma pedra, ferindo-a severamente no nariz. Ellen caiu, sem sentidos, e permaneceu no estado inconsciente durante três semanas. (Fundadores da Mensagem, p. 150) Nos anos que se seguiram ela sofreu graves consequências desse incidente, ficou impossibilitada de estudar por mais de dois anos. Tentou estudar outra vez, quando tinha doze anos, mas teve grandes dificuldades. Ela disse: ‘“Parecia impossível para mim estudar e reter o que havia aprendido... Meu sistema nervoso estava altamente ativado, e minhas mãos muito trêmulas. Assim sendo, progredi muito pouco na minha escrita. Eu não conseguia ir além de simples cópias feitas a mão (nível de primeiro ano primário). ... Meus professores me aconselharam a deixar a escola. (...) esta foi a mais dura prova da minha vida como jovem.(...) desistir da esperança de receber.” Se somássemos toda a educação escolar que ela recebeu, teríamos um período inferior a três anos. (Revista Adventista, outubro 1983, p. 14-15 CASA)
Entre 1840 e 1842, quando ela e sua familia assistiram a uma reunião Adventista em Portland, aceitaram as ideias apresentadas por William Miller(em alguns países de língua portuguesa seu nome é conhecido pelo equivalente em português, ou seja, Guilherme Miller), que confiava e garantia o regresso eminente de Cristo.
Em 1844, Ellen teve sua primeira visão quando estava numa reunião de oração com várias amigas; tinha ela dezessete anos de idade, embora só em 1846 foi essa visão dada a conhecer por meio de uma publicação. A 30 de Agosto de 1846, casou-se com James Springer White(em alguns países de língua portuguesa seu nome é conhecido pelo equivalente em português, ou seja, Tiago White), passando a ser chamada pelo nome de Ellen Gould White... Durante seus setenta anos de ministério profético, a Sra. White teve cerca de duas mil revelações divinas, começando em dezembro de 1844 (a Orientação Profética no Movimento Adventista, p.27). Suas visões trataram de assuntos variados, tais como teologia, saúde, educação familiar, e conselhos dos mais variados calibres.
Alegava ter pedido a Deus, em oração, que a livrasse desta responsabilidade. Segundo ela, contudo, as visões continuaram. Faleceu com a idade de oitenta e sete anos (em 1915) e foi sepultada em Battle Creek, Michigan. Pregava a reforma de saúde (incluindo o ovolactovegetarianismo, a abstenção do fumo e do álcool) como estilo de vida a ser seguido pelos fiéis.


>>> A Mensagem de Ellen White.

A Vontade de Ellen White era que o mundo fosse "contagiado" pela mensagem do segundo advento de Cristo a Terra para buscar aqueles que servem ao único Deus. Ela diz em seus escritos: "Eu sinto meu espírito agitado dentro de mim. Eu sinto até o fundo de minha alma que a verdade deve ser levada a outros países e nações, e a todas as classes. Que os missionários da cruz proclamem que há um só Deus, e um Mediador entre Deus e os homens, o qual é Jesus Cristo, o Filho do Infinito Deus. Isto precisa ser proclamado em cada igreja em nossa terra. Os cristãos precisam saber disso, e não colocar os homens onde Deus deveria estar, para que eles não sejam mais adoradores de ídolos, mas sim do Deus vivo. Existe idolatria nas nossas igrejas." 1888 Materials, pág. 886.
Muitas vezes, sua mensagem era reflexo dos pensamentos dos Adventistas pioneiros de sua época. Esses pensamentos ela chamou de "Fundamentos da Nossa Fé" e escreveu: "Quando o homem vier mover um alfinete do nosso fundamento o qual Deus estabeleceu pelo seu Santo Espírito, deixe os homens de idade que foram os pioneiros no nosso trabalho falar abertamente, e os que estiverem mortos falem também, reimprimindo os seus artigos das nossas revistas. Juntemos os ráios da divina luz que Deus tem dado, e como Ele guiou seu povo, passo a passo no caminho da verdade. Esta verdade permanecerá pelo teste do tempo e da experiência." 24 de Maio de 1905 - Manuscript Release Vol 1 pg 55
Sobre a sublime missão da mulher (ser mãe), escreveu Ellen G. White: "Ela não tem, como o artista, de pintar na tela uma bela forma, nem como o escultor, de cinzelá-la no mármore. Não tem como o escritor, de expressar um nobre sentimento em eloquentes palavras, nem como o músico, de exprimir em melodia um belo sentimento. Ela tem, sim, com o auxílio divino, de gravar na alma humana a imagem de Deus".


>>> Saiba mais sobre Ellen G. White, acesse: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ellen_G._White

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Créditos

100% Adventista

Site melhor visualizado no Google Chrome ou no Mozilla Firefox,
Desenvolvido por Bruno, membro da IASD Central do Rio de Janeiro.

Autores:

Clayson Albino

Daniel Santos

Editor Geral:

Bruno Vieira

Todos os Direitos Reservados © 2008 - 2013

Área Restrita

Usuário:
@comunidadeadventista.com
Senha:
Não consegue acessar a sua conta?

  © Comunidade Adventista - 2008 - 2013 | Desenvolvido por Bruno Vieira